quarta-feira, 31 de março de 2010

Partida... ou talvez não




Minha mãe repousa agora fisicamente entre as flores do Alto de Oeiras com vista para a Quinta do Marquês.

Acabado o sofrimento terreno espero e desejo que, etereamente, seja guiada à porta da Luz; a minha Fé diz-me que ainda um dia nos voltaremos a encontrar para podermos novamente seguir juntas tal como desde o meu nascimento e posterior vida em comum.

Até sempre minha mãe! Que descanses na Paz do Senhor e que Ele te conduza à vida eterna!

4 comentários:

  1. Um grande abraço e toda a solidariedade
    muito amiga neste momento de enorme tristeza.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  3. Teresinha,
    Acabo de ler a triste notícia. O amor que lhe tinha e o carinho que SEMPRE lhe dedicou mitigarão a dor que tem. Estou consigo neste momento que já é e há-de ser sempre de saudade.Bj do
    Francisco e da Margarida

    ResponderEliminar
  4. Muito obrigada meus amigos pelas vossas palavras de amizade, carinho e dedicação. O momento é difícil mas vou tentando ultrapassá-lo na lembrança de que tudo fiz para lhe minorar o sofrimento, a tristeza e a dor.
    Um grande beijo para todos vós.

    ResponderEliminar